26 de janeiro de 2020

Um dia especial para destacarmos a prática da Educação Ambiental e seus desafios.


Hoje celebramos o DIA MUNDIAL DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL, data instituída em 1975 pelas Nações Unidas com o propósito de aumentar a conscientização sobre a necessidade de proteger o meio ambiente.   

Existem várias definições para o termo Educação ambiental e podemos encontra-las em obras de diferentes autores, códigos ou documentos que se apresentam sob diferentes perspectivas. 
A definição apontada pela UNESCO apresenta a Educação Ambiental como "um processo permanente no qual os indivíduos e a comunidade tomam consciência do seu meio ambiente e adquirem conhecimentos, habilidades, experiências, valores e a determinação que os tornam capazes de agir, individualmente ou coletivamente, na busca de soluções para os problemas ambientais, presentes e futuros” (UNESCO, 1987). 

Essa definição, proposta na metade do caminho entre a origem da educação Ambiental e o seu desenvolvimento atual, expressa as aspirações fundamentais, centradas não apenas no desenvolvimento de capacidades para fazer algo, mas também na compreensão necessária para saber o que fazer no desejo de fazê-lo, na intenção de realizá-lo, na criatividade que permite desenvolve-lo e na consciência do que é feito. Relevante também é lembrar que a Educação Ambiental deve ser um processo de formação dinâmico, permanente e participativo, no qual as pessoas envolvidas passem a ser agentes transformadores.

A grande diversidade dos problemas ambientais atuais é marcada por sua complexidade e intensidade, envolvendo aspectos políticos, sociais e econômicos de ampla relevância. 
Uns dos principais desafios das políticas públicas de Educação Ambiental aponta para a necessidade da construção de uma proposta político pedagógica de Educação para a sustentabilidade, capaz de fomentar pessoas e coletividades responsáveis pela melhoria em sua qualidade de vida, dos seus pares e das futuras gerações.

Do ponto de vista do educador, o desafio se encontra na necessidade de alcançar o embasamento teórico e metodológico que lhe permita uma prática didática onde a Educação Ambiental não seja simplesmente uma disciplina ou um tema de aula. Ou seja, que se torne proposta para sensibilização para um mundo sustentável e um caminho para a compreensão do conceito de futuras gerações. Conceito este onde não se identifica o indivíduo nem o grupo que será atingido com determinadas ações, mas se concebe todas aquelas pessoas que um dia (futuro) usufruirão do patrimônio terrestre. 

O grande desafio está em substituir a Educação Ambiental reducionista (modelo que se limita às abordagens ligadas diretamente aos aspectos físicos, naturais ou construídos e busca mudanças individuais de comportamento, ensinando somente a cuidar do meio ambiente) por uma Educação Ambiental Crítica (onde se adota uma abordagem que busca soluções para os problemas ambientais, tendo como objetivo principal uma visão integral do meio ambiente) a fim de promover o entendimento da realidade e a emancipação dos sujeitos através da busca individual e construção coletiva.  O que equivale dizer que o desejável é uma educação que incentive novas atitudes e novos impulsos que contribuam para o favorecimento da cultura da sustentabilidade e a formação de cidadãos com consciência local e cidadania planetária. 

Por: Mazza Pena - Educadora Ambiental

4 comentários:

  1. Cada vez mais parece que deve ser dada mais importância à essa educação, a começar por governantes que não a respeitam e minimizam sua necessidade.. bjs praianos,chica

    ResponderExcluir
  2. Querida Chica. Que bom vê-la por aqui novamente. Você tocou em um ponto importantíssimo: a educação pode ser considerada eficiente, quando pautada no exemplo. Assim sendo, o poder público e a sociedade como um todo devem considerar como urgente o necessário investimento na educação ambiental em suas diversas dimensões. Um abraço e volte sempre.

    ResponderExcluir
  3. Penso que Educação Ambiental deveria ser disciplina obrigatória além de ser trabalhada de forma fragmentada por todas as disciplinas tbém

    ResponderExcluir
  4. Olá, agradeço pela sua visita e comentário. Penso que a interdisciplinaridade, aplicada com seriedade e de forma integral, também pode alcançar resultados extraordinários. Desta forma, as questões ambientais serão abordadas e vivenciadas sob diferentes espectros, promovendo impactos e reverberando em diferentes dimensões.

    ResponderExcluir

RECICLE SUAS IDEIAS. DEIXE AQUI SEUS COMENTÁRIOS

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...