29 de julho de 2015

Pedágio Ecológico promovido pelo Projeto Ecocebrac leva ações de educação ambiental e empreendedorismo social a várias regiões de BH.

Nos meses de junho e julho, o Projeto ECOCEBRAC, do qual o Núcleo Maria Reciclona tem a honra de ser parceira, tem se dedicado à promoção do ECOPEDÁGIO 2015.  Tratam-se de ações que pretendem levar informações à população e contribuir para a conscientização e promoção das práticas sustentáveis e preservação do meio ambiente.
Durante este período, os alunos, instrutores e gestores do Cebrac unidade BH, promotora do projeto, tem se dedicado em várias frentes de atuação.

OFICINAS - CRIAÇÃO DE VELAS COM REAPROVEITAMENTO DE ÓLEO VEGETAL.


Visando levar à população informações quanto à prática correta de descarte do óleo de cozinha e sua intima relação com a preservação dos recursos hídricos, alunos e mães participaram de  oficinas ofertadas pelo Núcleo Maria Reciclona, na sede do Cebrac BH. Durante as oficinas foram confeccionadas velas com reaproveitamento de óleo vegetal. Além de toda a parte teórica e absorção de conteúdo para a multiplicação de conhecimento, eles também foram responsáveis por confeccionar dezenas de velas destinadas à distribuição em ações do Ecopedágio.

FESTIVAL INTERNACIONAL ANDANDO DE BEM COM A VIDA.

A 8ª edição do Festival Internacional andando de bem com a vida aconteceu em BH nos dias 26 a 28 de junho e o Projeto Ecocebrac esteve presente entre os muitos expositores. 
O maior objetivo do FABV é transmitir ideias e incentivar interações que despertem a consciência e responsabilidade de cada um, visando a reflexão sobre as escolhas diárias. Acreditando que através do aprendizado e reconhecimento de práticas culturais e sustentáveis, cada indivíduo fica mais apto a fazer escolhas mais saudáveis para si mesmo, para a sociedade e para o planeta Terra, a edição levou milhares de pessoas à Praça da Liberdade.
Entre as ações promovidas durante o festival, a instrutora Patrícia Pereira ministrou palestras sobre o tema da obsolescência programada e reciclagem. Os participantes receberam panfletos informativos com o tema, conheceram mais sobre o projeto Ecocebrac e ao final, receberam uma das velas confeccionadas pelos alunos nas oficinas Maria Reciclona. 
Ao longo do dia passaram pelo stand Ecocebrac cerca de 300 pessoas das quais 150 participaram das sete palestras oferecidas. Muitas delas também se cadastraram para participar das futuras oficinas de reciclagem oferecidas na sede do Cebrac BH.

PEDÁGIO ECOLÓGICO

Além dos instrutores e gestores, dezenas de alunos do Cebrac BH também foram para a rua, levar sua contribuição e atitude positiva. Nos dias 16, 17 e 20 de julho as ações se desenvolveram no hipercentro da capital, quando os alunos, sob supervisão dos colaboradores, brilharam no ecopedágio.
Distribuindo mudas de hortaliças para motristas e pedestres eles levaram orientações de plantio e dicas de atitudes sustentáveis, responsabilidades social e ambiental a centenas de pessoas.
Finalizando com chave de ouro, o Ecopedágio chegou ao Morro do Papagaio, região centro-sul de BH. Em parceria com o Maria Reciclona - Núcleo de ações e ideias para a Sustentabilidade,  Banco dos Saberes, FA.VELA e Engenheiros da Alegria, o projeto Ecocebrac promoveu a revitalização da Praça situada em uma das entradas do Aglomerado Santa Lúcia, na Rua José Bonifácio. Durante todo do sábado, 25 de julho, alunos, gestores e colaboradores trabalharam com afinco e alegria em uma ação das mais bonitas de se ver.

A ação iniciou-se pela manhã, com os alunos do CEBRAC, a trupe do Engenheiros da Alegria, moradores e voluntários do Banco dos Saberes, que, por meio de doações, coloriram o lugar com temáticas infantis, plantaram novas mudas de árvores e retiraram entulhos, deixando a praça mais limpa e agradável.

À ação se extendeu ao longo de todo dia quando distribuindo mudas de hortaliças e folhetos educativos para a comunidade, os voluntários do Ecocebrac junto com o Maria Reciclona ofereceram dicas de cuidados com o meio ambiente, sugestões de como manter um jardim ou horta, como produzir vasos ecológicos de garrafas pet e convidando os moradores para apadrinharem as árvores plantadas na praça. 
Desta forma, a escola que se baseia em três pilares educacionais - tecnologia, empreendedorismo e sustentabilidade - criou a oportunidade para que seus alunos voluntários também se tornassem jovens empreendedores, preparando-se para o mercado de trabalho cientes de sua responsabilidade social.

27 de julho de 2015

Maria Reciclona no rádio: uma entrevista para o "Conexão Inconfidência".


Hoje, venho compartilhar com vocês a minha participação no programa CONEXÃO INCONFIDÊNCIA, transmitido pela rádio Rádio Inconfidência AM. 
Foi muito legal poder bater um papo com o jornalista e comunicador Emerson Rodrigues e falar dos trabalhos realizados pelo Núcleo Maria Reciclona e também sobre temas importante ligados à sustentabilidade e meio ambiente. 
Para ouvir a entrevista na íntegra, click no player abaixo.


11 de julho de 2015

FAZENDO MINHA "MÁQUINA DE BALA".

Candy Machine

Hoje foi dia de fazer algo que há bastante tempo venho planejando: um baleiro que lembrasse um daqueles que na minha infância consumiu muitas das minhas moedinhas. 
Lembro que o prazer era muito menos pelo consumo do doce e muito mais pelo fascínio de ver a máquina funcionando: o ato de colocar a moeda, rodar uma peça de metal e aguardar a bolinha colorida rolar pela canaleta. Aí era só enfiar o dedinho na gavetinha de metal e tomar posse de um cliclete em forma de bolinha colorida.
Finalmente, encontrei a vasilha plástica quadradinha como tanto queria ( pois eram quadradas as "candy machine" da minha infância) . Depois foi só juntar coisas que já tinha.

1- Vasilha de vidro
2- Vaso plástico
3- tampa de embalagem plástica
4 - acabamento de um vasilhame plástico que já foi para a reciclagem
5- Seletor de canais de uma antiga TV de tubo
6- peças de bijouterias











Comecei perfurando o vaso (que foi usado de ponta a cabeça) e encaixando o seletor de canais. Fixei  as demais peças e conclui  a parte inferior do baleiro.
Simulei assim o local de colocar a moeda, a peça de girar e a caixa de saída da bala.




Para decorar a tampa usei adesivo vinil vermelho (tipo contact) e fixei a parte superior. O acabamento vermelho possui um sistema de fixação por parafuso, o que facilitou muito. Troquei o parafuso por um novinho e o resultado ficou ótimo.

Para finalizar, fizei com cola quente o baleiro de vidro  sobre a base e sobrepus a tampa.
Assim, minha máquina de balas ficou pronta.

E aí, me diga, o que achou?

Máquina de balas




30 de junho de 2015

MINISTRANDO NOVAS PALESTRAS DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL.


Hoje, mais uma vez sinto-me realizada com meu trabalho. 
As Palestras "Recursos Didáticos no ensino da conservação e uso consciente da água" e "Educando para um consumo sustentável" ministradas por mim, neste mês de junho, nas cidades de Unai e Cabeceira Grande - MG acabam de ser certificadas. Além disso, tomar conhecimento de que os participantes atribuiram a este trabalho avaliações muito positivas me traz grande felicidade. 

E assim seguimos nossa jornada...