22 de outubro de 2019

"Outubro Rosa - Juntos por esta causa". Um dia especial para celebrar a vida !


Numa realização do Cebrac Belo Horizonte acontece no próximo sábado o evento "Outubro Rosa - Juntos por esta causa". De 9 às 15 horas, na Praça do Encontro (Rua Goiás, em frente à Prefeitura ) diversas ações de conscientização e atividades de  prevenção e cuidados com a saúde serão oferecidas gratuitamente ao público, por diferentes parceiros e alunos da instituição.
O local do evento ainda será o ponto de chegada da Corrida Rosa promovida pelo Grupo de Corrida da Academia Pratto Fitness e da Assessoria Igor Arruda, reunindo muitas pessoas nesta festa que celebra a conscientização e o amor à vida.
Participe e chame os amigos !

25 de setembro de 2019

Núcleo Maria Reciclona atendendo ao "Programa Jovens Cientistas", da Nexa Resource.

Na visita técnica à Comarp Pampulha, recepcionados pela cooperada, Cleide Vieira

A execução de atividades de educação ambiental que atendem, de forma personalizada, às demandas de instituições atuantes em diferentes segmentos, tem sido um grande diferencial dos serviços prestados pelo Maria Reciclona - Núcleo de ações para a sustentabilidade.
Entre os serviços realizados neste segundo semestre, destacamos aqui as várias atividades atendo ao Programa de Educação Ambiental (PEA) da Nexa Recursos Minerais - Três Marias. 
Especificamente, atuamos junto ao Projeto "Jovens Cientistas", grupo formado por filhos de funcionários e de empresas parceiras,  com idade entre 12 e 16 anos. Uma iniciativa que, há 13 anos, visa incentivar boas práticas em relação ao meio ambiente.

Esteira de triagem de resíduos, na Comarp.
Iniciamos nossas atividades com os jovens monitores no Dia do Meio Ambiente (5 de junho), realizando uma visita técnica à Comarp Pampulha - Cooperativa de trabalhadores com materiais Recicláveis. Dentro do projeto, esse grupo atua especificamente na abordagem e pesquisa sobre resíduos. 

Durante a atividade, pudemos realizar abordagens sobre coleta seletiva urbana na capital,  volume e recebimento dos resíduos recicláveis no galpão, triagem  manual nas esteiras, enfardamento e comercialização dos diferentes tipos de materiais, além da forma cooperada de trabalho desenvolvida pelos trabalhadores da Comarp.

Dessa forma, a vivência naquele espaço permitiu ampliar a percepção acerca da cadeia de reciclagem e suas várias perspectivas no âmbito ambiental, econômico e social. 


Em visita à Comarp Pampulha, recepcionados pela cooperada Cleide Veira e demais trabalhadores.
Dentro do espaço "Veste e Reverte", bazar em funcionamento dentro da cooperativa e onde são  comercializadas peças de vestuário e acessórios de segunda mão customizados,  a temática consumo consciente foi abordada. Também ali, o impacto ambiental ocasionado pela grande volume de resíduos produzidos pela indústria da moda pode ser avaliado.

Bastante e positivamente impactados, o grupo seguiu para uma atividade acadêmica no Campus do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais.  Naquele dia, agendamos uma participação dos monitores nas atividades da I Semana do Meio Ambiente do CEFET MG, evento coordenado pelo Curso de Engenharia Ambiental e Sanitária daquela instituição.

Monitores do Programa Jovens Cientistas.
O grupo, acompanhado de sua coordenadora Mabel Barbosa, participou da oficina de reutilização de resíduos, da palestra "Meio Ambiente e Cidades: a ocorrência de inundações", além de realizar um tour pelas dependências da instituição incluindo biblioteca, espaços de aula e convivência, além de laboratórios.
Os jovens monitores, que ainda não iniciaram formação de nível superior,  puderam saciar curiosidades e ampliar suas informações sobre diferentes opções de cursos e carreiras profissionais, entrevistando professores, acadêmicos e monitores da instituição visitada.

Monitores do Programa Jovens Cientistas em visita ao CEFET , acompanhados pelo Maria Reciclona 

Desta forma, iniciamos nossas atividades com o Projeto Jovens Cientistas Nexa Três Marias, levando sensibilização e conhecimento a este grupo em formação ecocidadã. Nosso trabalho foi ampliado com outras encontros e novas atividades que igualmente foram enriquecedoras e extremamente produtivas.

17 de setembro de 2019

Mini Composteira - Uma atividade de educação ambiental com valor didático e abordagem multidisciplinar.

Vista do pátio da Escola Rural em Ribeirão do Eixo - Distrito de Itabirito - MG  /  Foto: Maria Reciclona 

Desde o mês de abril, o Maria Reciclona - Núcleo de Ações para a Sustentabilidade está tendo a oportunidade de ministrar oficinas contratadas, atendendo ao Programa de Educação ambiental de uma nova empresa parceira.

Mini composteira feita pelos alunos
As atividades vem acontecendo em uma  Escola Municipal em Ribeirão do Eixo, distrito do município de Itabirito - MG, com alunos do 3º, 4º e 5º ano do ensino fundamental. Mantendo a horta comunitária ali instalada, como espaço focal, programamos e executamos algumas atividade, entre elas a construção de mini composteiras, reutilizando garrafas pet.

O processo de aprendizagem incluiu a abordagem do consumo consciente dos alimentos e descarte correto dos resíduos orgânicos, assim também como os conceitos, princípios e etapas do processo de compostagem termofílica.

A atividade permitiu a atuação das crianças nas diversas etapas de construção do objeto e as oficinas transcorreram em um clima lúdico e com proatividade dos participantes. 
Cada uma das turmas passou a ter uma mini composteira para manutenção e  observação, o que lhes permitirá acompanhar, através da transparência da embalagem, as várias etapas da decomposição do resíduo orgânico utilizado e a ação dos microrganismos nas fases da formação dos produtos finais: o composto e o biofertilizante líquido (chorume) que serão utilizados por eles, nos cuidados da horta comunitária.

Reutilizamos resíduos orgânicos resultantes da cantina da escola
Para além da ludicidade, a atividade de construção de um modelo experimental permite que os participantes desenvolvam  habilidades tais como: observação, pesquisa, levantamento de hipóteses, análise, avaliação e registro de relatórios. 

Procuramos alinhar as diferentes abordagens permitidas por essa atividade, ao conteúdo programático curricular. Desta forma, a produção de texto baseado no relato de experimentos, a discussão de problemas ambientais e a ação humana na transformação das paisagens, o estudo dos ecossistemas, dos micro-organismos, bactérias e processos de decomposição e o consumo consciente são temas  que atendem, de forma integrada e multidisciplinar, a etapa atual do programa curricular das séries participantes.

Após 30 dias da atividade realizada, os alunos já mostravam
entusiamo com a observação dos resultados de compostagem
e do biofertilizante líquido em produção.
As mini composteiras despertaram curiosidade nos alunos e motivaram relatos espontâneos de experiências e conhecimentos acumulados, através de atividades anteriores ou conhecimentos trazidos de vivências em seus espaços familiares ou comunitários. 
Tem sido enriquecedora esta experiência que, partindo de uma proposta simples, nos tem permitido tantas trocas e a semeadura de outros saberes.

VALIDAÇÃO
Nos meses de maio e junho retornamos à escola para outras atividades e constatamos como vários alunos tem mantido seu interesse pela atividade.  Sempre que retornamos à escola nos reapresentam a mini composteira com observações entusiasmadas sobre o desenvolvimento dos processos de decomposição e geração do líquido biofertilizante.
Ações como esta nos traz, verdadeiramente, a certeza de que a educação ambiental deve ser um processo contínuo e motivador da observação crítica.

Esquema para construção de uma mini composteira. Fonte: internet

12 de junho de 2019

Cartonagem: um desafio vencido.


As demandas de trabalho surgem e, com elas, alguns desafios que se tornam oportunidade para novos aprendizados. E foi o que ocorreu, diante das solicitações que recebi para confeccionar algumas peças em cartonagem. 
A cartonagem sempre me fascinou e admiro trabalhos profissionais, realizados por artistas que dominam verdadeiramente esta técnica. Mesmo sem ser um deles, tenho feito alguns trabalhos, que consegui com esforço e bastante paciência finalizar e atender algumas amigas, com muita satisfação.

Vejam abaixo alguns desses trabalhos.
Para confecção destas peças utilizei papelão Paraná, tecido para tapeçaria e tecido gorgurão, courvim, fecho imantado para o fechamento e prancheta de madeira

PORTA VADEMECUM



PASTA REUNIÃO COM PRANCHETA ACOPLADA

RISQUE RABISQUE



Para a perfeita colagem dos diferentes materiais, utilizei os adesivos: Cola Branca PVA e Cola de Contato da marca Tekbond.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...