5 de dezembro de 2018

As dimensões da sustentabilidade discutidas em eventos importantes.


As três dimensões da Sustentabilidade (ambiental, econômica e social) nos remetem a diversos campos importantes do conhecimento. Portanto, buscar novas oportunidades de aprendizado e formas de ampliação dos debates sobre temas correlatos a este tripé, é uma tarefa para ser desenvolvida permanentemente. 

Por assim pensar, busco participar sempre de cursos, palestras, workshops, seminários e fóruns que tragam painéis que venham contribuir para a minha formação como educadora ambiental e cidadã.

Neste ano, tive a oportunidade de participar de eventos expressivos. Sete deles, no segundo semestre e todos me trouxeram ampliação do saber e possibilitaram ampliar minha rede de relações profissionais. Só tenho a agradecer àqueles que se dispuseram a organizar cada evento e disponibilizar estas oportunidades.

2º FÓRUM MUNICIPAL LIXO ZERO - BELO HORIZONTE


Em agosto, participei do 2º Fórum Municipal Lixo Zero em Belo Horizonte. O evento aconteceu no Centro de Referência da Juventude, e ofertou vários painéis onde foram expostos e debatidos temas como: Tendências Lixo Zero, Educação e Conscientização Ambiental, Redução e Reuso, Reciclagem, Compostagem e agricultura urbana, Desenvolvimento local e políticas públicas e também ofertadas oficinas e rodas de conversa com a participação de profissionais expoentes no universo da sustentabilidade em BH.
Como uma das gestoras, da Mobilizasim - Agência de Educação Ambiental, estive ao lado de Raquel Quintão atuando como consultora de sustentabilidade dos empreendimentos da Economia Solidária na instalação de uma loja conceito lixo zero. 

Em uma grande estrutura sustentável construída em bambu foram comercializados produtos artesanais e alimentos produzidos por dezenas de empreendimentos da Economia Solidária. Trabalhar com a concepção de um conceito especial de economia e produção baseada na reutilização de matéria prima reciclada e sustentável, além do aproveitamento integral de alimentos foi uma proposta muito auspiciosa e resultou em uma experiência muito gratificante.

Loja conceito Lixo Zero, montada em uma grande 
estrutura sustentável de bambu, com produtos produzidos por empreendimentos da Economia Solidária.


GREEN DRINKs - INOVAÇÃO NA NUVEM: COMO A TECNOLOGIA CONTRIBUI PARA A SUSTENTABILIDADE

Ainda no mês de agosto, participei de  uma edição do Green Drinks: "Inovação na nuvem: Como a tecnologia contribui para a sustentabilidade"
Evento criado em 1989, presente em mais de 760 cidades ao redor do mundo, o Green Drinks é um happy hour que fortalece a rede de pessoas interessadas e atuantes na área de sustentabilidade, empreendedorismo social, meio ambiente e inovação. O objetivo é criar um ambiente descontraído para troca, envolvimento, geração de iniciativas e diálogos para juntar, mobilizar e conectar as pessoas pela construção de uma sociedade sustentável e justa. Esta edição, aconteceu no Espaço Arcelor, na Casacor. Foram 4 painéis que trataram dos seguintes temas: 
- Gestão e Direito: um molde tecnológico para a sustentabilidade, por Junio Magela (Melo Campos Advogados);
- Tecnologia e Inovação Ambiental: desafios de um mundo em rápida transformação, por Leo Santiago (WayCarbon);
- Geração de Valor Através da Destinação Estratégica dos Resíduos, por Fernando Andrade (ATerra);
- Novas Fronteiras da Responsabilidade Social Corporativa, por Bruno Barroso (Prosas).

Foi uma noite muito agradável, com excelentes oportunidades de trocas de experiências e ampliação de minha rede de contatos com pessoas atuantes em diferentes segmentos, mas todas antenadas nas dimensões da sustentabilidade.

FÓRUM DE DESENVOLVIMENTO E NEGÓCIOS DE IMPACTO

Em setembro foi a vez de me juntar a outros empreendedores de impacto social e participar do "Fórum de Desenvolvimento e Negócios de Impacto", um evento com a realização do Bankoo, Hub Social e Naação. 
A crença de que podemos gerar transformações por meio de soluções que aliam impacto socioambiental com um modelo de negócios rentável é o ponto de partida deste evento. Discutir o que nos mobiliza a fazer parte desse movimento de mudança, a possibilidade de somar diferentes agendas para gerar um impacto sistêmico foi a tônica de um dia de muitas reflexões.  

À esquerda: painel Gestão e mediação de impacto e os ODS da ONU. Á direita: Eu, com alguns de meus parceiro de Jornada Empreendedora Naação no evento Fórum de Investimento e Negócios de Impacto.

WORKSHOP "TECNOLOGIAS AMBIENTAIS SUSTENTÁVEIS"

O mês de novembro trouxe uma agenda bastante concorrida, com vários eventos importantes. 
No dia 10, participei do Workshop "Tecnologias Ambientais Sustentáveis" uma promoção da Liga Universitária de Engenharia e Empreendedorismo Ambiental, que ocorreu no CEFET MG.

O evento ofertou duas palestras, sendo uma delas com o engenheiro Rafael Xavier, da Gerasol.  A palestra "Choque Ambiental" objetivou apresentar três tecnologias sociais ecológicas (Aquecedor Solar de Baixo Custo, Minicisterna e Minhocário), que podem ser fabricadas pelo próprio usuário e instaladas em residências. 
Demonstrando como essas tecnologias proporcionam benefícios diversos que visam a sustentabilidade do lar, promovendo a racionalização do consumo energético e da água, redução do impacto resultante da geração de lixo e produção de compostos a serem utilizados em hortas caseiras, o expositor trouxe exemplos práticos de projetos que desenvolve e outras informações muito consistentes para a adoção das práticas sustentáveis das tecnologias sociais.

FÓRUM LIXO E CIDADANIA - NOVA UNIÃO/MG

No dia 12 de novembro participei do Fórum Lixo e Cidadania, a convite da UNICICLA - Associação de catadores de materiais recicláveis de Nova União - MG. 
Fundada em 2015, a associação tem como objetivo principal destinar os resíduos da coleta seletiva do município à indústria de reciclagem. 
No evento, foram debatidos os principais problemas relativos à gestão de resíduos, tais como a mobilização para a participação solidária no processo da coleta seletiva, a corresponsabilidade cidadã, a valorização do catador e a importância do trabalho da cooperativa e seu impacto positivo na economia do município. 
Fórum Lixo e Cidadania em Nova União 
Os temas foram tratados e debatidos por representantes do poder público, da comunidade acadêmica, dos empresários e cidadãos nova-unienses.
Estive presente como representante da Mobilizasim - Agência de Educação ambiental e, ao lado de Raquel Quintão, tratei da importância da educação ambiental como elemento fundamental nos processos de conscientização, mobilização e alteração positiva de comportamentos para eficácia dos planos de gestão de resíduos e implementação da coleta seletiva solidária. 

I WORKSHOP "EDUCAÇÃO AMBIENTAL - TEORIA E PRÁTICA"

Ívanor Pinheiro apresentando a prática dentro do PEA da CSN
No dia 29 de novembro foi a vez de participar do "I Workshop Educação ambiental - Teoria e Prática" promovido pelo Movimento de Educadores de Minas Gerais. O Worshop teve como tema central as experiências com a DN COPAM 214/2017 - diagnóstico, implantação e execução. 
O evento objetivou:
- Promover o diálogo entre os profissionais da Educação Ambiental sobre a aplicação da DN COPAM 214/2017: avanços, dificuldades de implementação e novas perspectivas;
- Compartilhar experiências sobre Diagnósticos Socioambientais Participativos - DSPs, Diagnósticos Rurais Participativos - DRPs e Cartografia Socioambiental;
- Compartilhar experiências sobre Programas de Educação Ambiental - PEAs e Projetos/Ações de Educação Ambiental.
Entre os expositores, esteve presente o gestor ambiental, Ívanor Pinheiro, Coordenador de Educação Ambiental da Fundação CSN apresentando um painel do PEA desenvolvido para a Cia Siderúrgica Nacional. 
Diretoria e outros membros do recém criado
 IBEA - Instituto Brasileiro de Educação Ambiental
Entre as muitas ações desenvolvidas, foram mencionados dois trabalhos desenvolvidos pelo Núcleo Maria Reciclona para aquela instituição: um workshop para formação técnica de professores e oficinas e exposição durante a Semana do Meio Ambiente 2018. A menção ao meu trabalho e a avaliação positiva verbalizada por Pinheiro, foi uma grata surpresa para mim.
Ainda nesta data, pude participar ao término do evento, da Assembleia de criação o IBEA - Instituto Brasileiro de Educação Ambiental- Um momento muito importante para mim, como profissional desta área.

II SEMINÁRIO LOGÍSTICA REVERSA 

Finalizei o mês de novembro participando do "II Seminário Logística Reversa" que objetivou refletir sobre a atual situação da logística reversa dos resíduos sólidos gerados no Brasil. O debate foi promovido pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES MG), em parceria com a Escola Superior Dom Helder Câmara. 
As oportunidades para a expansão da logística reversa, associadas aos instrumentos legais, e os principais desafios a serem superados, para sua efetiva implementação no país, foram os temas dos quatro painéis apresentados durante o seminário.


     Mesa composta pelos painelistas no debate final do evento.

Foram momentos muito proveitosos que desejo possam ser compartilhados futuramente, através de ações que eu venha desenvolver como educadora ambiental.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

RECICLE SUAS IDEIAS. DEIXE AQUI SEUS COMENTÁRIOS

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...